10 dicas para seu estabelecimento atender às exigências dos órgãos de fiscalização sanitária

10 dicas para seu estabelecimento atender às exigências dos órgãos de fiscalização sanitária

Post do dia: 2018-04-13 09:24:35. Publicado por Equipe Nutmed Categoria: Novidades .

O setor de alimentação e gastronomia é muito atrativo. Existem diferentes formas de investimento e, em todas elas, encontramos um público fiel e assíduo, seja nos tradicionais restaurantes e lanchonetes ou nos famosos food trucks. Porém, o que mais preocupa no setor é a complexidade regulatória dos órgãos de fiscalização sanitária, em especial para bares e restaurantes.

Pensando nisso, separamos 10 dicas para você, nutricionista, realizar um check-list de Boas Práticas para Serviços de Alimentação e ter sucesso quando submetido à fiscalização sanitária. Confira!

1. Mantenha a higienização de equipamentos, instalações, móveis e utensílios em dia. E, se possível, realize sempre o registro das operações de higiene.

2. Faça o controle integrado de vetores e pragas urbanas, incluindo controle químico. A empresa contratada deve ser cadastrada na Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente (FEEMA). E não se esqueça: guarde sempre a cópia do laudo da empresa que realizou o procedimento!

3. Garanta a potabilidade da água! E opte pelo sistema de abastecimento ligado à rede pública.

4. Tenha recipientes identificados e íntegros para o manejo dos resíduos, de fácil higienização e transporte, em número e capacidade suficientes.

5. É importante que os funcionários estejam com a saúde em dia, principalmente aqueles que manipulam os alimentos.

6. Os serviços de alimentação devem especificar os critérios para avaliação e seleção dos fornecedores de matérias-primas, ingredientes e embalagens.

7. Garanta que o transporte dos produtos seja realizado em condições adequadas de higiene e conservação.

8. As matérias-primas, os ingredientes e as embalagens utilizados para preparação do alimento devem estar em condições higiênico-sanitárias adequadas, mantendo sempre registro do recebimento dos mesmos.

9. Os alimentos preparados e mantidos na área de armazenamento ou aguardando o transporte devem estar identificados e protegidos contra contaminantes. Na identificação deve constar, no mínimo, a designação do produto, a data de preparo e o prazo de validade.

10. As áreas de exposição do alimento preparado e de consumo ou refeitório devem ser mantidas organizadas e em adequadas condições higiênico-sanitárias.

Gostou das dicas e se interessou pelo assunto? CLIQUE AQUI e inscreva-se em nosso Curso de Atualização em Boas Práticas, Legislação e Fiscalização Sanitária em Negócios de Alimentação.


Posts Relacionados

Solicitação de Exames Laboratoriais na Prática Clínica do Nutricionista

Solicitação de Exames Laboratoriais na Prática Clínica do Nutricionista

Solicitação de Exames Laboratoriais na Prática Clínica do Nutricionista

→ Leia mais...
Consultoria e Assessoria em Nutrição nos Serviços de Alimentação: Por que investir nessas áreas?

Consultoria e Assessoria em Nutrição nos Serviços de Alimentação: Por que investir nessas áreas?

O crescente consumo de refeições realizadas fora do ambiente domiciliar atrelada &agr

→ Leia mais...
Obesidade na Síndrome de Down e a Importância do Papel do Nutricionista

Obesidade na Síndrome de Down e a Importância do Papel do Nutricionista

Uma alimentação saudável é primordial para saúde de qualquer pes

→ Leia mais...
Equipe Nutmed

Equipe Nutmed

A Nutmed foi fundada em 2005, a partir da crescente demanda do mercado por Nutricionistas atualizados e competentes. Acreditando fortemente que ambas as qualidades são atingidas apenas com muito estudo e dedicação, temos como objetivo oferecer aos nossos alunos Cursos de Atualização nas diversas áreas da Nutrição e também Curso Preparatório para Concursos de Nutrição, pois temos muito orgulho em fazer parte do seu sucesso!

→ Veja o Perfil Completo