A Importância de uma Introdução da Alimentação Complementar Oportuna

A Importância de uma Introdução da Alimentação Complementar Oportuna

Post do dia: 2018-04-13 09:27:48. Publicado por Equipe Nutmed Categoria: Novidades .

O Importância e Papel do Nutricionista

A introdução da alimentação complementar representa um marco no desenvolvimento da criança e gera muitas dúvidas e insegurança aos pais. É um momento de vulnerabilidade nutricional visto que a demanda por conta do crescimento muitas vezes supera o consumo de nutrientes. Além disso, nesta fase, a criança está mais propensa a desenvolver certas intercorrências como alergias e intolerâncias alimentares, alteração de hábito intestinal (diarreia ou constipação intestinal), anemia e perda de peso.

Assim, a exposição a novos alimentos deve ser oportuna visando a uma boa formação dos hábitos alimentares e adequação nutricional. A definição do momento ideal para início da introdução de novos alimentos deve levar em consideração a maturidade fisiológica, neuromuscular da criança e as necessidades nutricionais.

Por volta dos seis meses de idade é provável que o bebê já apresente desenvolvimento motor e maturidade fisiológica, tendo desenvolvidos os reflexos necessários para a deglutição, sustentação do tronco e da cabeça e desenvolvimento do paladar. Nesse momento, a alimentação irá, além de suprir a demanda nutricional, estimular todos os sentidos, como:

1 -  a visão, por meio de um prato colorido;

2 - o olfato, por meio de diferentes aromas;

3 - o paladar, pelos diferentes sabores;

4 - o tato, através do toque em diferentes texturas e consistências

Isto permite o desenvolvimento do indivíduo como um todo.

 

Algumas orientações necessárias nessa fase:

- Consistência - no início os alimentos devem ser amassados com o garfo, nunca liquidificados ou peneirados, apresentando-se na forma de papas consistentes ou purês, pois apresentam maior densidade energética. Devem ser oferecidos em separado, evitando-se aquela “sopa”, na qual a criança não reconhecerá o sabor, textura e cor de cada alimento. Algumas famílias optam pela técnica do baby led weaning (BLW) que se baseia na oferta de alimentos em sua forma mais intacta e não na forma de papas ou purês. Um dos pilares centrais do método é que a transição alimentar é guiada pela criança, propiciando talvez maior independência e autonomia no processo. Contudo é fundamental a orientação de profissional capacitado para a utilização adequada da técnica.

- Composição: a refeição deve conter alimentos de todos os grupos alimentares, sendo eles: cereais ou tubérculos, leguminosas, carnes, hortaliças (verduras e legumes) e frutas. Deve-se evitar o açúcar, alimentos açucarados e o sal.

- Frequência: são necessárias exposições frequentes aos alimentos para uma melhor aceitação. É natural que inicialmente a criança rejeite, pois há uma grande mudança no padrão alimentar, que antes tinha como base uma alimentação líquida, pelo leite materno ou leite artificial.  Em média são necessárias de oito a dez exposições para que ele seja aceito pela criança e muitos pais acham que essa rejeição inicial representa uma aversão permanente ao alimento e deixam de oferecê-lo. Além disso, é importante que a família não introduza vários alimentos de uma só vez, pois em caso de uma possível alergia alimentar a identificação do alimento alergênico fica mais difícil.

- Quantidade: a quantidade ofertada incialmente é pequena e deve ser gradativamente aumentada. O baixo consumo inicial pode gerar angústia e incertezas aos pais e o nutricionista deve orientá-los, visto que este é um processo natural e merece paciência e atenção.

- Segurança: a alimentação complementar deve ser segura do ponto de vista microbiológico, visto que a criança está vulnerável à diversas doenças. Assim, a higiene adequada de alimentos e utensílios é de fundamental importância para manutenção da qualidade do alimento oferecido. Além disso, é importante atentar para alimentos que possam causar algum tipo de engasgo como uva, milho, pipoca.

 

Converse com a família: a chave é a Paciência!

Para muitas famílias a introdução da alimentação complementar representa um processo desgastante e cansativo e a chave do sucesso depende de paciência, perseverança e adequado suporte profissional. Nesse sentido, todos os cuidadores da criança devem estar envolvidos contribuindo positivamente para a formação de bons hábitos alimentares. O papel do nutricionista é fundamental, propiciando uma introdução alimentar consciente e coerente com a realidade de cada bebê e de sua família.

 

Venha se atualizar com a Nutmed!

Dia 04 de Fevereiro teremos um novo Curso de Atualização com a Prof. Jamile Nogueira

Imperdível: Vagas Limitadas! INCRIÇÕES -  https://goo.gl/zwvbXn


Posts Relacionados

Solicitação de Exames Laboratoriais na Prática Clínica do Nutricionista

Solicitação de Exames Laboratoriais na Prática Clínica do Nutricionista

Solicitação de Exames Laboratoriais na Prática Clínica do Nutricionista

→ Leia mais...
Consultoria e Assessoria em Nutrição nos Serviços de Alimentação: Por que investir nessas áreas?

Consultoria e Assessoria em Nutrição nos Serviços de Alimentação: Por que investir nessas áreas?

O crescente consumo de refeições realizadas fora do ambiente domiciliar atrelada &agr

→ Leia mais...
Obesidade na Síndrome de Down e a Importância do Papel do Nutricionista

Obesidade na Síndrome de Down e a Importância do Papel do Nutricionista

Uma alimentação saudável é primordial para saúde de qualquer pes

→ Leia mais...
Equipe Nutmed

Equipe Nutmed

A Nutmed foi fundada em 2005, a partir da crescente demanda do mercado por Nutricionistas atualizados e competentes. Acreditando fortemente que ambas as qualidades são atingidas apenas com muito estudo e dedicação, temos como objetivo oferecer aos nossos alunos Cursos de Atualização nas diversas áreas da Nutrição e também Curso Preparatório para Concursos de Nutrição, pois temos muito orgulho em fazer parte do seu sucesso!

→ Veja o Perfil Completo