Como a Nutrição Estética pode ajudar no Tratamento da Celulite (Lipodistrofia Ginoide)?

Como a Nutrição Estética pode ajudar no Tratamento da Celulite (Lipodistrofia Ginoide)?

Post do dia: 2020-10-27 17:24:27. Publicado por Equipe Nutmed Categoria: Nutrição Clínica .

A busca pelo corpo perfeito impulsiona o crescimento do mercado da estética, em virtude da maior procura de tratamentos especializados que auxiliem na melhora da aparência física. Hoje, uma das principais queixas em relação a estética corporal é a presença da celulite, que afeta predominantemente o público feminino, cerca de 95% das mulheres após a puberdade.

O termo celulite é utilizado popularmente para denominar a Lipodistrofia Ginoide, que decorre das alterações patológicas provocadas na hipoderme, com presença de edema e com função veno-linfática comprometidas, atingindo principalmente os membros inferiores, região pélvica e abdominal. Outros termos também podem ser utilizados para definir tais alterações do tecido subcutâneo, sendo eles: Hidrolipodistrofia Ginoide, Paniculopatia Edemato Fibro Esclerótica, Paniculose, Lipoedema e Fibroedema Geloide.

A presença da celulite não está necessariamente associada à obesidade, visto que pode ser também observada em pacientes eutróficas, em razão da etiologia multifatorial presente nesta condição clínica, como:

  • Hereditariedade
  • Sexo
  • Etnia
  • Desequilíbrio Hormonal
  • Disfunção Hepática
  • Estresse
  • Tabagismo
  • Sedentarismo
  • Maus Hábitos Alimentares

 

Embora não exista morbidade ou mortalidade associada à celulite, ainda é uma condição clínica responsável pela frequente preocupação estética e baixa autoestima na maioria das mulheres. Dessa forma, a Nutrição Estética emerge como um novo campo no cenário da saúde, a fim de alcançar resultados estéticos satisfatórios no uso de estratégias nutricionais. Neste blog falaremos sobre fitoterápicos que podem auxiliar o aspecto da celulite e atuar como tratamento coadjuvante aos protocolos estéticos.

Fitoterápicos no Tratamento da Celulite (Lipodistrofia Ginoide)


O estado de saúde da pele, com minimização da celulite, tem se tornado assunto de destaque, uma vez que há a procura por melhorias na aparência cutânea. Em função da complexidade do processo de formação da celulite, nem sempre o emagrecimento pode resultar em efeito positivo, exigindo de estratégias, através do uso de fitoterápicos com estímulo ao colágeno e na microcirculação periférica, ação anti-inflamatória, antioxidante e na redução de edema.

Centella asiática: Estímulo ao Colágeno


A Centella asiática é uma erva perene, rasteira nativa da Ásia, pertence à família Apiaceae. Os principais compostos ativos presentes são asiaticosídeo, ácido madecássico e ácido asiático, sendo eles encontrados tanto nas folhas como nas raízes da planta. A Centella asiática é um fitoterápico com ação anti-inflamatória, cicatrizante e melhora a elasticidade cutânea, pela capacidade de normalizar o tecido conjuntivo e seus derivados, acelerando a integração e o metabolismo de lisina e prolina, que são essenciais na estrutura do colágeno, promovendo o seu restabelecimento e diminuindo a formação de fibrose. Além disso, atua na redução de edema pelo seu efeito na microcirculação, melhorando a circulação venosa de retorno e diminui fragilidade capilar, auxiliando de maneira efetiva na aparência da celulite.

Castanha-da-Índia (Aesculus hippocastanum L.): Atuação na Redução do Edema


A Castanha-da-Índia pertence à família Hippocastanaceae e suas sementes e cascas são usadas na elaboração do extrato padrão. Os ativos contidos nas sementes são saponinas triterpênicas, como esculosídeo, escina e esculina, com propriedades anti-inflamatória e anti-edema pela ação vasoconstritora periférica, que ativa a circulação sanguínea e favorece o retorno venoso. Sabe-se que a escina é principal componente ativo da planta, sendo capaz de reduzir as atividades lisossômicas em até 30%, inibindo assim, a liberação de enzimas e permeabilidade capilar. A hipersensibilidade tem sido relatada em alguns usuários de produtos que contenham esse ingrediente.

Sementes de Uvas Vermelhas (Vitis vinifera): Efeito Antioxidante e na Microcirculação Periférica


As uvas vermelhas pertencem à família das Vitáceas, sendo que as sementes contêm taninos, flavonóides (catequina, epicatequina, procianidinas e antocianinas) e ácidos fenólicos. A Vitis vinifera possui ação no sistema vascular e linfático, melhorando a microcirculação periférica e facilitando a drenagem linfática. Além disso, apresenta um potente efeito antioxidante, pela capacidade de depuração de radicais livres e da captação de radicais superóxido e hidroxila, contribuindo para a diminuição da peroxidação lipídica.

A celulite para muitas mulheres é um problema a nível estético, que pode afetar a autoestima das mesmas. Nesse sentido, a Nutrição Estética no tratamento e prevenção da lipodistrofia ginoide tem um papel importante, uma vez que é uma área voltada para implementação de um cuidado nutricional que auxilia no alcance dos objetivos estéticos desejados pelo paciente.

Curso Pós Graduação Online em Nutrição Clínica Ortomolecular, Nutrição Funcional e Fitoterapia

CURSO 100% ONLINE

Flexibilidade para estudar, com a mesma qualidade Nutmed! Curso disponível 24 horas por dia!

Faça a sua inscrição HOJE! 

Clique aqui para saber mais: https://nutmed.com.br/site/curso/pos-graduacao-online-em-nutricao-clinica-ortomolecular-nutricao-funcional

 

Bibliografia Consultada:

DA CUNHA, Marisa Gonzaga; DA CUNHA, Ana Lucia Gonzaga; MACHADO, Carlos A. Fisiopatologia da lipodistrofia ginoide. Surgical & Cosmetic Dermatology, v. 7, n. 2, p. 98-102, 2015.

DA ROSA, Anne Winck; ZANATTA, Daniela Salete; DAVID, Renata Boscaini. O uso da fitoterapia no manejo da lipodistrofia ginoide. Rev Bras Nutr Clin, v. 31, n. 1, p. 75-9, 2016.

HEXSEL, Doris; ORLANDI, Cecilia; ZECHMEISTER DO PRADO, Debora. Botanical extracts used in the treatment of cellulite. Dermatologic surgery, v. 31, p. 866-873, 2005.

KHAN, Misbah H. et al. Treatment of cellulite: part I. Pathophysiology. Journal of the American Academy of Dermatology, v. 62, n. 3, p. 361-370, 2010.

PUJOL, Ana Paula. Nutrição aplicada à estética. Editora Rubio, 2011. SANTOS, IM; et al. Hidrolipodistrofia ginóide: aspectos gerais e metodologias de avaliação da eficácia. Arquivos Brasileiros de Ciências da Saúde. São Paulo, v. 36, n. 2, p.85-94, Ago., 2011.

SCHNEIDER, AP et al. Lipodistrofia Ginóide: conceito, etiopatogenia e manejo nutricional. Revista Brasileira de Nutrição Clínica, 2011.


Posts Relacionados

Saúde da Mulher: Estratégias Nutricionais para TPM e Endometriose

Saúde da Mulher: Estratégias Nutricionais para TPM e Endometriose

Hoje, mais de 80% do público no consultório de Nutrição é femini

→ Leia mais...
Alimentação Complementar em Creches

Alimentação Complementar em Creches

Na educação infantil, etapa inicial da educação básica, as crian

→ Leia mais...
Fitoterapia na Lactação: Conheça as Plantas Medicinais Galactagogas

Fitoterapia na Lactação: Conheça as Plantas Medicinais Galactagogas

O início da lactação se dá com a produção de leite matern

→ Leia mais...
Equipe Nutmed

Equipe Nutmed

A Nutmed foi fundada em 2005, a partir da crescente demanda do mercado por Nutricionistas atualizados e competentes. Acreditando fortemente que ambas as qualidades são atingidas apenas com muito estudo e dedicação, temos como objetivo oferecer aos nossos alunos Cursos de Atualização nas diversas áreas da Nutrição e também Curso Preparatório para Concursos de Nutrição, pois temos muito orgulho em fazer parte do seu sucesso!

→ Veja o Perfil Completo