O Papel do Nutricionista Ambulatorial nos Cuidados Paliativos no Câncer

O Papel do Nutricionista Ambulatorial nos Cuidados Paliativos no Câncer

Post do dia: 2019-12-03 13:32:38. Publicado por Equipe Nutmed Categoria: Nutrição Clínica .

Diante da perspectiva do cenário mundial, o câncer é a segunda causa de morte, tratando-se de um complexo problema de saúde pública, atingindo cerca de 20 milhões de novos casos estimados até 2025. No Brasil, cerca de 30% dos novos casos evoluem ao óbito em período de um ano. Nos últimos anos, com os grandes avanços da ciência e tecnologia, houve a evolução dos protocolos de tratamentos, porém as taxas de cura ainda são baixas. Nesse contexto, os pacientes considerados terminais, que estão fora de possibilidades terapêuticas curativas, passam a receber os cuidados paliativos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) descreve o cuidado paliativo como “uma abordagem que melhora a qualidade de vida dos pacientes e seus familiares frente a problemas associados à doença terminal, através da prevenção e alívio do sofrimento, identificando, avaliando e tratando a dor e outros problemas físicos, psicossociais e espirituais”. O cuidado paliativo compreende também o cuidado nutricional do paciente oncológico, uma vez que o Nutricionista tem papel fundamental na melhora da qualidade de vida desses indivíduos. 

Nutricionista Ambulatorial na Melhora da Qualidade de Vida de Pacientes Oncológicos em Cuidados Paliativos

 A assistência ambulatorial nos cuidados paliativos do paciente oncológico permite que o Nutricionista faça o acompanhamento nutricional numa fase em que a doença, mesmo que significativa, ainda possui pouco impacto sobre o perfil funcional do indivíduo. O objetivo do cuidado nutricional no estágio avançado do câncer deve ser, acima de tudo, a promoção da qualidade de vida, através do estado nutricional, o alívio dos sintomas associados à patologia e efeitos colaterais do tratamento e a partir do atendimento nutricional  humanizado.

  • Estado Nutricional 

Os pacientes oncológicos avançados normalmente apresentam progressiva perda de peso, associada à ingestão insatisfatória de alimentos e à desnutrição. Sabe-se a mudança de peso e composição corporal levam à alteração da imagem corporal, que impacta negativamente a qualidade de vida, uma vez que perda de peso involuntária remete ao indivíduo a aproximação da morte, falta de autonomia, debilidade física e mental, assim como, o não poder ou não conseguir alimentar-se, significa uma piora do estado geral. Dessa forma, o Nutricionista deve assegurar a ingestão alimentar, conforme as necessidades e recomendações nutricionais, por meio da orientação da dieta, da avaliação e monitoramento do estado nutricional. 

  • Controle de Sintomas e Efeitos Adversos

Os sintomas gastrointestinais causados pela própria patologia e os efeitos colaterais ao tratamento antineoplásico (náuseas, vômitos, saciedade precoce, mucosite e úlceras orais, xerostomia, disgeusia, etc) quando não controlados, modificam a rotina e dificultam a realização de atividades de vida diária do paciente, prejudicando também o seu consumo alimentar. Com isso, tais sintomas e efeitos adversos devem ser minimizados a fim de poupar sofrimento tanto ao paciente quanto da sua família, possibilitando a ele uma sobrevida digna e adiando ao máximo a perda de autonomia e qualidade de vida.

  • Atendimento Nutricional Humanizado

Como o ato de se alimentar vai além da prescrição de calorias e nutrientes para o paciente, a busca pela melhora da qualidade de vida também inclui o respeito e a valorização de todo o significado que o alimento carrega, pois a alimentação não desempenha apenas um papel fisiológico, mas também está diretamente ligada aos aspectos emocionais, religiosos, socioculturais e de bem-estar e de prazer. Além disso, fazer restrições na alimentação do paciente em cuidados paliativos, é negar um dos meios de expressão da vontade do indivíduo. Por isso, é importante levar sempre em consideração os desejos e preferências alimentares do paciente durante o acompanhamento nutricional, como forma de oferecer mais autonomia sobre sua alimentação, assim como, conforto e prazer.

Diante disso, o Nutricionista tem papel fundamental na abordagem paliativa, colaborando junto a equipe multidisciplinar com a melhora da qualidade de vida, na redução da perda de peso a fim de prolongar a sobrevida, no controle dos sintomas e efeitos colaterais, como também na humanização do atendimento nutricional, contribuindo para redução da angústia e sofrimento tão peculiares ao paciente oncológico e de sua família. 

Quer se aprofundar e se especializar na área da Nutrição Oncológica? Então você está no lugar certo! Venha se atualizar e se especializar em Nutrição em Oncologia na Nutmed!

Curso de Atualização em Tratamento Nutricional no Paciente Oncológico Ambulatorial

Link de inscrição: https://nutmed.com.br/site/curso/tratamento-nutricional-no-paciente-oncologico-ambulatorial-2019

Pós-graduação Presencial em Nutrição em Oncologia Nutmed 2020 

Link de inscrição: https://nutmed.com.br/site/cursos/pos-graduacao-presencial

Não perca a oportunidade de alavancar a sua carreira e aprender com os melhores! Venha ser aluno Nutmed!

Bibliografia Consultada:

MAGALHÃES, Eloá Siqueira; DE OLIVEIRA, Aline Estevanato Marques; CUNHA, Natália Baraldi. Atuação do nutricionista para melhora da qualidade de vida de pacientes oncológicos em cuidados paliativos. Arquivos de Ciências da Saúde, v. 25, n. 3, p. 4-9, 2018.

MATSUMOTO, Dalva Yukie. Cuidados paliativos: conceitos, fundamentos e princípios. Manual de cuidados paliativos ANCP, v. 2, p. 23-24, 2012.

World Health Organization. Palliative care for older people: better practices. Denmark: WHO; 2011. Disponível em: http://www.euro.who.int/__data/ assets/pdf_file/0017/143153/e95052.pdf

Nutricionista: Clara Machado 

 


Posts Relacionados

Consultoria Técnica em Escolas

Consultoria Técnica em Escolas

Nos dias atuais, as crianças passam cada vez mais tempo nas salas de aulas, e consequentemen

→ Leia mais...
Entenda Sobre os Efeitos do Uso Contínuo de Inibidores da Bomba de Prótons

Entenda Sobre os Efeitos do Uso Contínuo de Inibidores da Bomba de Prótons

Hoje, os inibidores da bomba de prótons (IBPs) são uma das classes de medicamentos ma

→ Leia mais...
Alimentação Infantil: Você sabe a diferença entre fórmula infantil e composto lácteo?

Alimentação Infantil: Você sabe a diferença entre fórmula infantil e composto lácteo?

A prática da amamentação tem um papel fundamental para saúde da crian&c

→ Leia mais...
Equipe Nutmed

Equipe Nutmed

A Nutmed foi fundada em 2005, a partir da crescente demanda do mercado por Nutricionistas atualizados e competentes. Acreditando fortemente que ambas as qualidades são atingidas apenas com muito estudo e dedicação, temos como objetivo oferecer aos nossos alunos Cursos de Atualização nas diversas áreas da Nutrição e também Curso Preparatório para Concursos de Nutrição, pois temos muito orgulho em fazer parte do seu sucesso!

→ Veja o Perfil Completo