Exames laboratoriais na prática clínica do Nutricionista

Compartilhe!

Sumário

A solicitação de exames laboratoriais é uma das grandes aliadas do nutricionista para que seja realizada a prescrição dietética fidedigna e para acompanhamento clínico dos seus pacientes, de acordo com a Lei Federal nº 8.234/1991 e com a Res CFN nº306/2003.

Compete ao nutricionista a solicitação de exames laboratoriais necessários à avaliação, à prescrição e à evolução nutricional do cliente-paciente, lembrando que o nutricionista, ao solicitar exames laboratoriais, deve avaliar adequadamente os critérios técnicos e científicos  de sua conduta, estando ciente de sua responsabilidade frente aos questionamentos técnicos decorrentes.

Como atividade privativa do nutricionista, a assistência dietoterápica hospitalar, ambulatorial e a nível de consultórios de nutrição e dietética, prescrevendo, planejando, analisando, supervisionando e avaliando dietas para enfermos, o CFN atribuiu também ao nutricionista, competência para a solicitação de exames laboratoriais necessários ao acompanhamento dietoterápico.

O que são exames bioquímicos?

Exames bioquímicos são exames complementares que possibilitam averiguar a individualidade bioquímica de cada indivíduo, em conjunto com os sinais clínicos e avaliação dietética.

A utilização de exames laboratoriais na prática clínica possibilita a detecção de deficiências nutricionais, risco cardiovascular, controle glicêmico, dentre outras situações clínicas que o nutricionista poderá intervir com o planejamento dietético.

Quais exames bioquímicos o nutricionista pode solicitar?

De acordo com o Conselho Federal de Nutricionistas, não cabe ao cabe ao CFN ou ao CRN o estabelecimento de um rol de exames laboratoriais que o nutricionista pode prescrever, entretanto, reforça-se que é de responsabilidade do nutricionista fundamentar tais solicitações em seus aspectos técnico e legal, quando necessários.

Ao considerar procedente o pedido do CFN de que os Nutricionistas podem solicitar exames laboratoriais necessários ao acompanhamento dietoterápico, o CFN entrou com Ação Civil Pública, Proc. Nº. 54588303.2010.4.01.3400, na 1ª. Vara Federal, do TRF da 1ª. Região, visto que os exames laboratoriais propiciam um diagnóstico nutricional mais preciso, tendo em vista que cada paciente possui a sua peculiaridade, e confere um papel preditivo importante para a eficácia do tratamento dietoterápico.

Os indicadores bioquímicos fornecem medidas objetivas das alterações orgânicas e do estado nutricional, tendo como vantagens principais: a confirmação das deficiências nutricionais; a identificação precoce de problemas nutricionais antes que qualquer sinal e/ou sintoma clínico nutricional de deficiência e/ou excesso de nutrientes seja percebido pelo indivíduo ou nutricionista, e o monitoramento clínico do indivíduo em tratamento dietoterápico.

Deixe um comentário

Veja também

Nutrição Clínica

Perguntas e Respostas para Indicação Segura de Fitoterápicos na Pediatria

O uso de plantas medicinais nas suas diferentes formas farmacêuticas, visa à utilização da planta no seu todo e não apenas, de princípios ativos isolados. As plantas medicinais constituem uma alternativa segura e eficaz para o tratamento de distintas afeções, sendo cada vez maior o número de pessoas que recorrem ao seu uso como complemento

Leia mais »
Nutrição Clínica

Mindful Eating – O que é?

Quantas vezes nos pegamos “engolindo” a comida num dia de pressa? Comendo em pé ou andando só para calar o ronco do estômago? Quantas vezes, almoçamos na companhia do celular ou do whatsapp ou resolvendo questões de trabalho à frente do computador sem prestar a mínima atenção no próprio prato? Quantas vezes devoramos um saco

Leia mais »
Nutrição Clínica

Gastronomia – A Importância e as Vantagens para o Nutricionista

Atualmente é imprescindível que o profissional nutricionista esteja se atualizando e se reinventando para atender às demandas que surgem ao longo dos anos. Hoje sabemos que, com o incentivo ao consumo de comida de verdade, os pacientes estão cada dia mais receptivos a aprender a preparar a sua própria comida de maneira saudável, mas sem

Leia mais »
Nutrição Clínica

Educação Alimentar e Nutricional em Pediatria

Segundo o Ministério da Saúde, a Educação Alimentar e Nutricional (EAN) se configura como um campo de conhecimento e prática contínua e permanente, intersetorial e multiprofissional, que utiliza diferentes abordagens educacionais. São ações que envolvem indivíduos ao longo de todo o curso da vida, grupos populacionais e comunidades, considerando as interações e significados que compõem

Leia mais »